Conheça os tipos de aneurisma e saiba como tratar

Aneurisma é o que ocorre quando parte de um vaso sanguíneo se dilata de forma anormal, deixando suas paredes enfraquecidas e comprometendo suas funções naturais. Esse é um problema que pode atingir qualquer artéria do corpo humano e, por apresentar sintomas difíceis de detectar, o cuidado deve ser redobrado. São vários tipos de aneurisma e, se não tratados, as consequências podem ser graves.

Vale a pena prestar atenção aos principais fatores de risco, que são: hereditariedade, pressão alta, colesterol e triglicérides altos, diabetes, excesso de consumo de álcool e de cigarro.

O enfraquecimento das paredes arteriais pode ocorrer também decorrente de aterosclerose, especialmente o aneurisma da aorta abdominal. Já o aneurisma da artéria esplênica (no baço) tem probabilidades maiores durante a gestação.

Continue a leitura para saber mais sobre os tipos, além de alternativas de tratamento e prevenção:

Tipos

O aneurisma pode afetar a aorta, que é a principal artéria do coração (aneurisma da aorta abdominal ou aneurisma da aorta torácica).

Outras possibilidades são o cerebral, o da artéria poplítea (no joelho), o da artéria esplênica (no baço) e da artéria mesentérica (no intestino).

Onde há circulação sanguínea pode haver aneurisma. Os sintomas variam de acordo com o local e são silenciosos. Fique atento a dores, inchaço e sensibilidade e procure um médico especialista ao menor sinal de suspeita.

No caso do aneurisma cerebral, por exemplo, os sinais só aparecem quando ele se rompe. O rompimento desse ou qualquer tipo de aneurisma já é considerado emergencial.

Tratamento e prevenção de casos de aneurisma

Feito o diagnóstico, o tratamento pode ser clínico e/ou cirúrgico e isso só pode ser definido após avaliação médica individual.

O médico pode recomendar cirurgia convencional ou endovascular, que é uma alternativa menos invasiva e apresenta resultados bons e de forma mais rápida.

As recomendações para tratamento pós-cirurgia e prevenção de aneurisma são parecidas, já que em todo caso é importante manter um estilo de vida saudável, afastando os fatores de risco possíveis já citados.

Confira algumas indicações básicas:

1 . Fique longe do cigarro. O tabagismo colabora tanto para o surgimento como para o rompimento de um aneurisma. Se não conseguir sozinho, procure ajuda profissional;

2 . Cuide da alimentação e coma de forma equilibrada, investindo em frutas, verduras, legumes e cereais integrais. Evite excesso de gorduras, açúcar e sódio;

3 . Evite bebidas alcoólicas ao máximo;

4 . Faça atividade física regularmente. Os exercícios ajudam a manter o colesterol em níveis saudáveis;

5 . Controle a pressão sanguínea e faça seus exames de rotina pelo menos uma vez ao ano.

Além dos tipos de aneurisma, você já sabe como prevenir e os principais caminhos para o tratamento. Qualquer dúvida específica, procure por um médico angiologista e/ou cirurgião vascular e marque uma consulta.

Leia também: Trombose: causas, tratamento e prevenção